Ericeira recebeu o IV Capítulo da Nobre Confraria Gastronómica do Melhor Peixe do Mundo
12 Aug, 2022 Última Actualização 11:55 AM, 8 Aug, 2022

Ericeira recebeu o IV Capítulo da Nobre Confraria Gastronómica do Melhor Peixe do Mundo

 

A Ericeira recebeu o IV Capítulo da Confraria do Peixe com a iniciativa “Nobre Confraria Gastronómica do Melhor Peixe do Mundo”. O evento realizou-se na Casa da Cultura Jaime Lobo e Silva.

Este IV Capítulo da iniciativa trouxe à Ericeira um conjunto de palestras que incidiram sobre os temas da pesca e do mar, especialmente no que toca à responsabilidade de preservar este meio que é em muito afectado por diversos factores que impactam negativamente a sua sustentabilidade. Mais do que uma simples associação, a Confraria pretende ser parte na gestão dos bens comuns em toda a sua dimensão. Foi criada em 2017 partindo de uma tertúlia de consumidores num restaurante junto ao porto de Sines.

A cerimónia contou com a presença de Teresa Coelho, Secretária de Estado das Pescas e também membro da Confraria do Peixe. Teresa Coelho realçou a importância social da pesca sublinhada pela declaração deste ano, pela FAO, como Ano Internacional da Pequena Pesca e da Pequena Agricultura e a adoção de planos plurianuais de drenagens dos portos nacionais. Nesta sessão foram entronizados 13 novos membros, entre eles Hélder Silva, presidente da Câmara de Mafra.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com a exposição temporária "Antestreia"

 

O Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com uma exposição temporária intitulada “Antestreia”, dedicada à artista e com a curadoria de António Ponte. O Museu Carmen Miranda encontrava-se encerrado para obras de requalificação e ampliação.

Ler notícia

Quinta de Santoinho celebrou os 50 anos de existência com grande festa para o público

 

Festa e arraial minhoto: é assim há 50 anos. A Quinta do Santoinho está de portas abertas desde 1972. O Santoinho nasceu pelas mãos de António Cunha, empreendedor no setor do turismo e transportes, ao sentir a necessidade de englobar num só espaço as vivências e a cultura do Minho.

Ler notícia

Arte para todos os gostos: as opções da Feira Nacional de Artesanato, em Vila do Conde

 

Os jardins da Avenida Júlio Graça, em Vila do Conde, voltaram a encher-se de artesanato. É aqui que decorre a 44ª edição da Feira Nacional de Artesanato. Das rendas de bilros, a feira foi abrindo portas a outros artesãos. Hoje, são cerca de 200 expositores, com artesãos de todo o país, que mostram o que de melhor fazem, com diferentes matérias-primas.

Ler notícia