FIL recebeu SAGALEXPO, e o certame teve nota positiva dos expositores e compradores internacionais
12 Aug, 2022 Última Actualização 11:55 AM, 8 Aug, 2022

FIL recebeu SAGALEXPO, e o certame teve nota positiva dos expositores e compradores internacionais

 

Sabor, tradição, reconhecimento e inovação. A SAGALEXPO abriu portas na Feira Internacional de Lisboa e proporcionou uma viagem imersiva pelos sabores nacionais. Durante três dias, o certame proporcionou aos compradores internacionais uma experiência ímpar, apurando os cinco sentidos.

Esta foi a primeira edição, mas acumula a experiência de vários anos da empresa promotora EXPOSALÃO. São mais de 30 anos de existência, e mais de 500 exposições. Estiveram reunidas as empresas produtoras de marcas exclusivamente portuguesas, com vista a dinamizar o mercado e fomentar o aumento das exportações.

A SAGALEXPO tem também uma forte ligação às comunidades portuguesas. Este é um evento essencial para comunicar e divulgar as marcas que caracterizam o setor agroalimentar e mostrar ao mercado externo o motivo pelo qual apostar nos produtos portugueses é fazer uma escolha certa. A Lusopress foi conhecer alguns expositores. Esta foi, também, uma oportunidade de apresentar novidades ao mercado.

A SAGALEXPO terminou com nota positiva dos expositores e compradores internacionais. A maior feira direcionada à exportação de produtos portugueses revelou-se um verdadeiro sucesso durante a passagem pela FIL, em Lisboa.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com a exposição temporária "Antestreia"

 

O Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com uma exposição temporária intitulada “Antestreia”, dedicada à artista e com a curadoria de António Ponte. O Museu Carmen Miranda encontrava-se encerrado para obras de requalificação e ampliação.

Ler notícia

Quinta de Santoinho celebrou os 50 anos de existência com grande festa para o público

 

Festa e arraial minhoto: é assim há 50 anos. A Quinta do Santoinho está de portas abertas desde 1972. O Santoinho nasceu pelas mãos de António Cunha, empreendedor no setor do turismo e transportes, ao sentir a necessidade de englobar num só espaço as vivências e a cultura do Minho.

Ler notícia

Arte para todos os gostos: as opções da Feira Nacional de Artesanato, em Vila do Conde

 

Os jardins da Avenida Júlio Graça, em Vila do Conde, voltaram a encher-se de artesanato. É aqui que decorre a 44ª edição da Feira Nacional de Artesanato. Das rendas de bilros, a feira foi abrindo portas a outros artesãos. Hoje, são cerca de 200 expositores, com artesãos de todo o país, que mostram o que de melhor fazem, com diferentes matérias-primas.

Ler notícia