De Fábrica de Faianças das Caldas à incontornável marca Bordallo Pinheiro
03 Aug, 2021 Última Actualização 10:40 AM, 3 Aug, 2021

De Fábrica de Faianças das Caldas à incontornável marca Bordallo Pinheiro

 

Se há peças decorativas que lhe sabemos a marca apenas pela observação, são as peças Bordallo Pinheiro. Únicas e distintivas. Esta marca nacional é um exemplo da excelência dos produtos portugueses. São produzidas nas Caldas da Rainha, mas chegam a todo o mundo.

Raphael Bordallo Pinheiro foi para as Caldas da Rainha em 1884 tendo aí fundado a sua fábrica. O artista não ficou indiferente aos recursos existentes na cidade: boas matérias-primas e bons ceramistas. Foi a base para dar asas ao seu sonho.

Após a sua morte, foi o filho, Manuel Gustavo, que continuou a sua obra e permitiu que esta tradição cerâmica chegasse aos nossos dias. Em 1920, um grupo de ilustres caldenses, juntamente com operários deram continuidade à empresa até 2008, altura em que foi adquirida pelo grupo Visabeira.

As peças utilitárias e decorativas da marca continuam assim a alimentar o imaginário coletivo nacional e a levar mais longe o prestígio da cultura e da indústria portuguesa. E falamos de peças distintas, únicas e inconfundíveis. Acompanhar o processo produtivo da Bordallo Pinheiro é fazer uma viagem.

Adotando uma postura moderna e empreendedora, a Bordallo Pinheiro desempenha um papel essencial na revitalização, nacional e internacional, da cerâmica portuguesa e do património artístico do fundador da Fábrica de Faianças Artísticas.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

'Descubra e viva uma experiência': CIM Douro cria passaporte para impulsionar turismo

 

O Museu do Douro, no Peso da Régua, serviu de pano de fundo para a apresentação oficial do “Passaporte do Douro”. ‘Descubra e viva uma experiência’ foi o slogan atribuído a este projeto da Comunidade Intermunicipal do Douro. O principal objetivo desta iniciativa é impulsionar o turismo do Douro após um longo período de quase estagnação provocado pela pandemia da Covid-19.

Ler notícia

Berta Nunes recebeu emigrantes na fronteira de Vilar Formoso

 

A Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, à semelhança do ano passado, marcou presença na fronteira de Vilar Formoso, numa receção aos emigrantes, inserida numa campanha de sensibilização de segurança rodoviária.

Ler notícia

Recorde a última entrevista de Otelo Saraiva de Carvalho à Lusopress

 

Otelo Saraiva de Carvalho, militar e estratego do 25 de Abril de 1974, morreu hoje de madrugada aos 84 anos, no hospital militar, disse à Lusa Vasco Lourenço, presidente da Associação 25 de Abril.

Ler notícia