Vista Alegre foi a primeira unidade industrial dedicada à produção de porcelana em Portugal
03 Aug, 2021 Última Actualização 10:40 AM, 3 Aug, 2021

Vista Alegre foi a primeira unidade industrial dedicada à produção de porcelana em Portugal

 

Fundada em 1824, a Fábrica de Porcelana da Vista Alegre foi a primeira unidade industrial dedicada à produção da porcelana em Portugal. Para a fundação e sucesso deste arriscado empreendimento industrial foi determinante o espírito de persistência do seu fundador, José Ferreira Pinto Basto.

Mais do que um espaço fabril, a Vista Alegre é hoje um conjunto arquitetónico de inegável interesse, repositório de memórias sociais e artísticas fundamentais para a construção de uma identidade nacional. Dotada das mais modernas tecnologias de produção, a fábrica de porcelana possui também 17 pintores manuais, responsáveis pela decoração das peças.

A combinação de estilos que a marca oferece, dos mais clássicos aos mais contemporâneos, adequa-se a um perfil de consumidores alargado. As linhas da Vista Alegre herdeiras de uma longa tradição cultural convivem com uma forte componente moderna, traduzida em inúmeras propostas assinadas por reputados criadores internacionais.

Como marca de prestígio que é, já foram muitos os prémios e reconhecimentos recebidos. Conservar e guardar a memória da produção da porcelana artística da Vista Alegre foi tradição na fábrica, inerente ao prestígio que a marca alcançou ao longo do século XIX.

Apesar de, desde o início da sua produção, ter colecionado os melhores exemplares, o primeiro museu organizado data de 1947 e foi instalado no palácio, junto da Capela da Vista Alegre. Em 1964 o museu foi ampliado e aberto ao público, mudando para os edifícios antigos da fábrica, local com espaço para alojar o espólio de peças de porcelana, documentos e desenhos. Estas instalações foram renovadas em 2001.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

'Descubra e viva uma experiência': CIM Douro cria passaporte para impulsionar turismo

 

O Museu do Douro, no Peso da Régua, serviu de pano de fundo para a apresentação oficial do “Passaporte do Douro”. ‘Descubra e viva uma experiência’ foi o slogan atribuído a este projeto da Comunidade Intermunicipal do Douro. O principal objetivo desta iniciativa é impulsionar o turismo do Douro após um longo período de quase estagnação provocado pela pandemia da Covid-19.

Ler notícia

Berta Nunes recebeu emigrantes na fronteira de Vilar Formoso

 

A Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, à semelhança do ano passado, marcou presença na fronteira de Vilar Formoso, numa receção aos emigrantes, inserida numa campanha de sensibilização de segurança rodoviária.

Ler notícia

Recorde a última entrevista de Otelo Saraiva de Carvalho à Lusopress

 

Otelo Saraiva de Carvalho, militar e estratego do 25 de Abril de 1974, morreu hoje de madrugada aos 84 anos, no hospital militar, disse à Lusa Vasco Lourenço, presidente da Associação 25 de Abril.

Ler notícia