Torres Novas: dos frutos secos a cidade segura que se distingue pela forma de estar e receber
26 May, 2022 Última Actualização 8:02 AM, 26 May, 2022

Torres Novas: dos frutos secos a cidade segura que se distingue pela forma de estar e receber

 

Tão perto do Norte, tão perto do Sul, eis a “porta do norte” de Lisboa e o “Km 0” para a Europa. Enquadrada em belezas naturais, rica em património histórico e tão recuada no tempo que nos leva ao “homem de Neandertal” através das grutas do Almonda.

Torres Novas surpreende pela diferença que sempre defende e que tanta a orgulha: pela sua história, pela sua cultura, pelas suas feiras e eventos, pela sua gastronomia, pelo panorama cultural e artístico mas, acima de tudo, pela sua forma de estar e receber. A Lusopress foi conhecer um pouco melhor esta cidade portuguesa, que começa por assumir como sendo segura. Não é à toa que aqui se localiza a Escola Prática de Polícia.

A evolução económica do concelho de Torres Novas está intimamente relacionada com a história da indústria, actividade cuja importância se faz perdurar até à atualidade. No que ao setor empresarial e socioeconómico diz respeito, há um dado que deixa o presidente do Município orgulhoso: a baixa taxa de desemprego.

Torres Novas assume-se, atualmente, como um determinante centro polarizador da região de Santarém. Moderno, dinâmico e inovador, líder enquanto pólo de cultura urbana e com um evidente potencial turístico, o concelho torrejano revela uma visão promissora para o futuro. Torres Novas é, também, a Capital Nacional dos Frutos Secos.

A identidade e a tradição torrejanas evidenciam-se também no âmbito gastronómico, sendo este património entendido como elemento relevante para o turismo de Torres Novas. Fica, no final, a mensagem de que só todos juntos, é que é possível continuar a fazer de Torres Novas uma cidade em desenvolvimento contínuo.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

A prática de petanca é uma tradição na cidade de Puteaux

 

A petanca é um jogo de origem francesa, criado no princípio do século XX. O seu nome deriva da expressão “pieds tanqués”, que significa pés juntos. Mais do que apenas um jogo, é já considerado um desporto, e existem Federações Nacionais que regulamentam a sua prática.

Ler notícia

CCIFP iniciou encontros com Comunidades Intermunicipais, começando com a região do Médio Tejo

 

O Consulado Geral de Portugal em Paris abriu as portas ao primeiro encontro entre a Câmara de Comércio e Indústria Franco-Portuguesa e uma Comunidade Intermunicipal. O evento teve como objetivo promover o território português e, na primeira edição, esteve em destaque a CIM Médio-Tejo, que reúne 13 municípios da região.

Ler notícia

Academia do Bacalhau de Paris realizou uma tertúlia no restaurante Le Chic

 

A primeira tertúlia após as recentes eleições da Academia do Bacalhau de Paris e sob a nova presidência do compadre Luís Gonçalves, teve lugar no restaurante Le Chic em Pierrelaye, nos arredores de Paris. Estiveram presentes cerca de 80 pessoas, na sua maioria comadres e compadres da academia. O jantar tertúlia teve como intuito a contribuição de fundos para quem mais precisa, e a associação escolhida foi a Les Voiles de I´Espoir, da qual a comadre Isabel da Ponte faz parte desde 2017. O objetivo é proporcionar um passeio durante uma semana a crianças que sofrem de cancro.

Ler notícia