Histórica Fábrica Torrejana evolui nas mãos da família Cardoso
27 May, 2022 Última Actualização 8:02 AM, 26 May, 2022

Histórica Fábrica Torrejana evolui nas mãos da família Cardoso

 

Numa viagem até Riachos, em Torres Novas, a Lusopress foi conhecer a história da Fábrica Torrejana. Está na posse da família Cardoso há 18 anos, mas conta com um longo historial.

Começou por ser um lagar de azeite e, posteriormente, deu origem a uma fábrica de extração de óleo de bagaço e óleo de girassol. Depois, foi palco para o embalamento do Azeite Oliveira da Serra. Surge finalmente, a intervenção da família Cardoso que viu na produção de biodiesel uma oportunidade de negócio. Com um projetista italiano, e com os conhecimentos metalúrgicos de João Cardoso, fizeram da Torrejana a primeira fábrica em Portugal dedicada à produção de biodiesel. A fábrica começou a funcionar a 100% em 2006. Até hoje, continua uma referência a nível nacional. A Fábrica Torrejana produz para as principais companhias petrolíferas em Portugal. Mas a família Cardoso representa muito mais do que produção de biodiesel. Ainda hoje detém a empresa de transportes Tracopol, responsável pelo transporte de produtos alimentares líquidos a granel. Os transportes e a Torrejana, deram assim início a uma série de investimentos para outras áreas de negócio. A família Cardoso detém, desta forma, um conjunto de empresas, que conta com mais de uma centena de colaboradores. Está presente no sector agrícola com azeite e vinho, no sector industrial com a produção de biodiesel, de azeites e óleos alimentares, e nos serviços com logística e transporte de mercadorias, distribuição de vinhos e azeites. Tem, neste momento, mais de 700 hectares de olival e cerca de 300 hectares de vinha, distribuídos pelo Ribatejo, Alentejo e Douro. Ainda assim, não faltam ideias para continuar a inovar.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

A prática de petanca é uma tradição na cidade de Puteaux

 

A petanca é um jogo de origem francesa, criado no princípio do século XX. O seu nome deriva da expressão “pieds tanqués”, que significa pés juntos. Mais do que apenas um jogo, é já considerado um desporto, e existem Federações Nacionais que regulamentam a sua prática.

Ler notícia

CCIFP iniciou encontros com Comunidades Intermunicipais, começando com a região do Médio Tejo

 

O Consulado Geral de Portugal em Paris abriu as portas ao primeiro encontro entre a Câmara de Comércio e Indústria Franco-Portuguesa e uma Comunidade Intermunicipal. O evento teve como objetivo promover o território português e, na primeira edição, esteve em destaque a CIM Médio-Tejo, que reúne 13 municípios da região.

Ler notícia

Academia do Bacalhau de Paris realizou uma tertúlia no restaurante Le Chic

 

A primeira tertúlia após as recentes eleições da Academia do Bacalhau de Paris e sob a nova presidência do compadre Luís Gonçalves, teve lugar no restaurante Le Chic em Pierrelaye, nos arredores de Paris. Estiveram presentes cerca de 80 pessoas, na sua maioria comadres e compadres da academia. O jantar tertúlia teve como intuito a contribuição de fundos para quem mais precisa, e a associação escolhida foi a Les Voiles de I´Espoir, da qual a comadre Isabel da Ponte faz parte desde 2017. O objetivo é proporcionar um passeio durante uma semana a crianças que sofrem de cancro.

Ler notícia