Museu Arqueológico do Carmo representa mais de 600 anos de história
05 Aug, 2021 Última Actualização 8:59 PM, 4 Aug, 2021

Museu Arqueológico do Carmo representa mais de 600 anos de história

 

A Igreja do Convento do Carmo foi considerada um dos mais belos templos góticos de Lisboa. Foi fundada 1389 por D. Nuno Álvares Pereira, em honra a Nossa Senhora do Carmo, como voto de agradecimento pela proteção divina durante as batalhas travadas contra os castelhanos. O Convento e a Igreja do Carmo foi o principal templo de Lisboa até em 1755, quando a capital portuguesa foi atingida por um grande terremoto que destruiu boa parte da cidade, atingindo também o complexo do Carmo.

 Hoje, o local abriga as ruínas da Igreja e o Museu Arqueológico do Carmo, que foi fundado em 1863 pelo arquiteto da Casa Real, Joaquim Possidónio da Silva.

Célia Pereira é conservadora do Museu Arqueológico do Carmo, e em entrevista deu-nos a conhecer a história das ruínas da Igreja do Carmo, um lugar que foi o centro da vida lisboeta por muitos anos e que era referência em Portugal.Em 1863 fundou-se a Associação dos Arqueológos Portugueses, por Joaquim Possidónio da Silva, arquiteto real, tinha como objetivo principal a defesa e valorização do património arquitetónico e arqueológico.

 Célia Pereira salientou que o Museu Arqueológico do Carmo possui um acervo bastante eclético, para que o visitante possa observar, tento também a oportunidade de ver um vídeo numa das capelas sobre a história das Ruínas do Carmo. No final, a conservadora do Museu Arqueológico do Carmo fez um convite às pessoas para conhecerem este edifício e a sua história com 631 anos de existência.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Sotaque à moda do Porto

 

Há quem diga que a pronúncia serve como uma espécie de GPS geográfico. Apontamos as coordenadas para a cidade do Porto e viajamos pelo sotaque mais carregado do norte. 

Ler notícia

'Descubra e viva uma experiência': CIM Douro cria passaporte para impulsionar turismo

 

O Museu do Douro, no Peso da Régua, serviu de pano de fundo para a apresentação oficial do “Passaporte do Douro”. ‘Descubra e viva uma experiência’ foi o slogan atribuído a este projeto da Comunidade Intermunicipal do Douro. O principal objetivo desta iniciativa é impulsionar o turismo do Douro após um longo período de quase estagnação provocado pela pandemia da Covid-19.

Ler notícia

Berta Nunes recebeu emigrantes na fronteira de Vilar Formoso

 

A Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, à semelhança do ano passado, marcou presença na fronteira de Vilar Formoso, numa receção aos emigrantes, inserida numa campanha de sensibilização de segurança rodoviária.

Ler notícia