Casa Angola: de pequena mercearia em 1932, a empresa 100% exportadora
03 Aug, 2021 Última Actualização 10:40 AM, 3 Aug, 2021

Casa Angola: de pequena mercearia em 1932, a empresa 100% exportadora

 

Angola dá o nome, mas a empresa é bem portuguesa. O que era uma pequena mercearia de José Moreira, em 1932, é hoje uma grande empresa de cariz 100% exportador. Hoje, as exportações abrangem mais de três dezenas de países, e chegam aos cinco continentes. A pequena mercearia de "torrar e vender café de Angola" tornou-se um ícone de progresso em constante renovação e crescimento, que dificilmente o seu fundador poderia alguma vez imaginar.

A Casa Angola comercializa bebidas e produtos alimentares portugueses, levando-os aos quatro cantos do mundo. Ainda assim, há outros produtos que completam a sua oferta. A experiência acumulada, sobretudo na área do duty-free, e os contactos com grandes fornecedores nacionais e internacionais, possibilitaram que a actividade de exportação chegasse a hotéis, cantinas, distribuidores, retalhistas, armazenistas e multinacionais. O tipo de cliente da Casa Angola varia de acordo com as características de cada país.

Aproveitando o know-how adquirido nos mercados internacionais, a Casa Angola iniciou o desenvolvimento de projectos na área dos produtos de origem biológica, nos vinhos, nas águas de nascente, no café e nas conservas de peixe. A empresa tem mais de cinco mil produtos nacionais em stock, disponíveis para entrega imediata. Estrategicamente localizada na Maia, próxima ao aeroporto Francisco Sá Carneiro a Casa Angola tem o objectivo de melhorar e aproximar o seu serviço ao cliente.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

'Descubra e viva uma experiência': CIM Douro cria passaporte para impulsionar turismo

 

O Museu do Douro, no Peso da Régua, serviu de pano de fundo para a apresentação oficial do “Passaporte do Douro”. ‘Descubra e viva uma experiência’ foi o slogan atribuído a este projeto da Comunidade Intermunicipal do Douro. O principal objetivo desta iniciativa é impulsionar o turismo do Douro após um longo período de quase estagnação provocado pela pandemia da Covid-19.

Ler notícia

Berta Nunes recebeu emigrantes na fronteira de Vilar Formoso

 

A Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, à semelhança do ano passado, marcou presença na fronteira de Vilar Formoso, numa receção aos emigrantes, inserida numa campanha de sensibilização de segurança rodoviária.

Ler notícia

Recorde a última entrevista de Otelo Saraiva de Carvalho à Lusopress

 

Otelo Saraiva de Carvalho, militar e estratego do 25 de Abril de 1974, morreu hoje de madrugada aos 84 anos, no hospital militar, disse à Lusa Vasco Lourenço, presidente da Associação 25 de Abril.

Ler notícia