O ópio de José Pereira
07 Aug, 2022 Última Actualização 10:53 AM, 5 Aug, 2022

O ópio de José Pereira

 

Algures, na Alemanha, durante a 2ª Guerra Mundial, Liesel, personagem fictícia, roubava livros para dar uma lógica à sua vida. A história é contada por Mark Zusak e deu origem ao livro “A rapariga que roubava livros”.

Ora, José encaixaria na perfeição nesta narrativa, uma vez que, as palavras dão cor à sua longa caminhada. É a desenhar palavras que encontra a sua verdadeira vocação e o livro “Poemas em Poesia”, da sua autoria, representam todas as peripécias da sua vida.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Quinta de Santoinho celebrou os 50 anos de existência com grande festa para o público

 

Festa e arraial minhoto: é assim há 50 anos. A Quinta do Santoinho está de portas abertas desde 1972. O Santoinho nasceu pelas mãos de António Cunha, empreendedor no setor do turismo e transportes, ao sentir a necessidade de englobar num só espaço as vivências e a cultura do Minho.

Ler notícia

Arte para todos os gostos: as opções da Feira Nacional de Artesanato, em Vila do Conde

 

Os jardins da Avenida Júlio Graça, em Vila do Conde, voltaram a encher-se de artesanato. É aqui que decorre a 44ª edição da Feira Nacional de Artesanato. Das rendas de bilros, a feira foi abrindo portas a outros artesãos. Hoje, são cerca de 200 expositores, com artesãos de todo o país, que mostram o que de melhor fazem, com diferentes matérias-primas.

Ler notícia

Dancefloor – Jump to the Drop regressou e abanou com a cidade de Braga

 

Três anos depois, o Dancefloor – Jump to the Drop regressou para animar a cidade de Braga. Durante dois dias, o Altice Fórum Braga abanou com um cartaz repleto de nomes imparáveis dos subgéneros mais variados de música de dança.

Ler notícia