Portugueses de Valor 2022: Nomeado David Batista
12 Aug, 2022 Última Actualização 11:55 AM, 8 Aug, 2022

Portugueses de Valor 2022: Nomeado David Batista

 

O seu primeiro nome é Rafael, mas é conhecido por David e é também assim que o vamos tratar. David nasceu a 26 de Novembro de 1982. É filho de pais portugueses, emigrantes na Bélgica, numa altura muito controversa para Portugal, a nível social e político.

Criado na localidade de Lá Louvière, a 50 km de Bruxelas, o então jovem, na altura, recorda momentos complicados. “Tive uma juventude um pouco atribulada, foi diferente porque era filho de emigrantes. A minha mãe era solteira e vivia numa casa como caseira. Então vivi alguma discriminação por sermos portugueses. Diziam que nós só servimos para limpar casas de banho ou para construir casas”, recorda. Uma realidade dura e injusta para quem, tal como a generalidade dos comuns mortais, tem o direito de viver. David sofreu na pele essa realidade, no entanto, já reza o ditado que as batalhas mais difíceis são entregues aos mais fortes.

“Fui 15 anos empresário em lojas de multimédia”, conta. Desde muito novo, e apaixonado pela tecnologia, o português meteu mãos à obra e começou a construir o seu percurso profissional. Após a experiência, o empresário atingiu um marco notável. Assumidamente apaixonado pelo futebol, em 2014 criou uma buzina com as cores da seleção da Bélgica, a Diabólica. O feito percorreu o mundo, e David foi considerado pela comunicação social belga, nessa mesma data, como cidadão do ano. “A partir daí ganhei muita mediatização e praticamente fui notícia pelo mundo inteiro, à boleia de uma buzina revolucionária sem gás”, atira.

Uma vitória justa para o jovem criativo, no entanto, uma nova dificuldade se avizinha na vida do português. Mais uma vez, das dificuldades, mais um muro foi construído. “O meu pai era de Braga, pediu-me para voltar para Portugal e criar umas ideias aqui nesta região. Ele era apaixonado pela Lourinhã, e quando decidiu voltar para cá teve um cancro e não teve tempo para viver cá. Quando estava doente, pediu-me para realizar esse sonho”, refere.

E assim foi, David criou o Paradise Group, uma empresa que abrange vários serviços, como construção de moradias, entre outros. O sonho comanda a vida e para David Santos a realidade não é diferente, contudo, confessa que até então já completou uma única passagem. “O maior sonho que já alcancei foi ter visto a Diabólica nas mãos de todos os jogadores da seleção portuguesa. No dia em que receberam a medalha, eu estive presente”, recorda o jovem que tem pautado o seu dia-a-dia com sacrifício. “O português sabe sofrer e continua a sofrer muito, mas temos que ter palavra, honestidade e muita determinação”, reforça.

Desde sempre ligado à solidariedade, o empresário tem sido um apoio importante para os Bombeiros Voluntários da Lourinhã. “Criámos uma t´shirt personalizada, de Super Heróis, para os bombeiros poderem vender e assim angariar mais fundos. Este ano, também oferecemos um camião de bombeiros insuflável para as crianças. Apoiamos bastantes instituições e produzimos máscaras personalizadas, de proteção, para os bombeiros”, reforça David, evidenciando o seu lado solidário.

Na Bélgica, o português passou muitos anos, e de lá trouxe muitos amigos. Um deles, é conhecido na praça pública, particularmente, pelos amantes do futebol. “O Paulo Sousa, treinador português, conheceu-me na Bélgica e disse-me que sou uma autêntica Embaixada portuguesa lá fora. Agora estou cá, e estou a atrair muitos belgas e franceses para cá. Sou patriota e tenho orgulho nisso”, diz. Ainda novo, David tem sido uma referência pelo seu empreendedorismo e pela sua convicção.

Aos portugueses, deixa uma mensagem. “Acreditem que vocês têm uma capacidade forte para conseguir tudo, não tenham medo, esse medo tem que acabar. Existe muito medo de fazer coisas e é preciso acreditar que somos capazes. Tal como o Cristiano Ronaldo, que faz da sua determinação uma vitória todos os dias”, conclui.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com a exposição temporária "Antestreia"

 

O Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com uma exposição temporária intitulada “Antestreia”, dedicada à artista e com a curadoria de António Ponte. O Museu Carmen Miranda encontrava-se encerrado para obras de requalificação e ampliação.

Ler notícia

Quinta de Santoinho celebrou os 50 anos de existência com grande festa para o público

 

Festa e arraial minhoto: é assim há 50 anos. A Quinta do Santoinho está de portas abertas desde 1972. O Santoinho nasceu pelas mãos de António Cunha, empreendedor no setor do turismo e transportes, ao sentir a necessidade de englobar num só espaço as vivências e a cultura do Minho.

Ler notícia

Arte para todos os gostos: as opções da Feira Nacional de Artesanato, em Vila do Conde

 

Os jardins da Avenida Júlio Graça, em Vila do Conde, voltaram a encher-se de artesanato. É aqui que decorre a 44ª edição da Feira Nacional de Artesanato. Das rendas de bilros, a feira foi abrindo portas a outros artesãos. Hoje, são cerca de 200 expositores, com artesãos de todo o país, que mostram o que de melhor fazem, com diferentes matérias-primas.

Ler notícia