Portugueses de Valor 2022: Nomeado Pedro Lopes
12 Aug, 2022 Última Actualização 11:55 AM, 8 Aug, 2022

Portugueses de Valor 2022: Nomeado Pedro Lopes

 

Pedro Lopes é natural de Ourém, onde nasceu em 1973. Foi entre a venda numa taberna de mercearia e moagem que cresceu, ajudando sempre os pais. Aos 10 anos foi para o Seminário em Fátima, onde permaneceu algum tempo.

Fez um curso na escola técnico profissional de Ourém, começando por trabalhar na venda de brindes publicitários, antes de entrar na mediação imobiliária, com uma empresa própria. A origem da empresa está assente em Pedro Lopes que, em junho de 1995, iniciou a atividade de mediação em nome individual.

Um ano depois, criou a “IMOURÉM – Administração de Imóveis, Lda”, que acumulava no seu objeto social a mediação imobiliária, gerir condomínios, limpezas e outras pequenas obras. Devido a uma exigência legislativa, foi necessário a automatização da atividade da mediação imobiliária, surgindo assim, em 1999, a “Impacto Verde – Mediação Imobiliária, Lda”, que desde o início teve uma aposta de forma mais especial no mercado de arrendamento.

Empreendedor nato, Pedro Lopes enveredou também pela área da construção. “Comecei a construir algumas moradias em 2002/2003, prédios em 2006, mas sempre me dediquei muito à conclusão de imóveis que estivessem por acabar, tanto particulares, como da banca e de fundos de investimento”.

Nunca baixando os braços, segue-se outro projeto na vida de Pedro Lopes. “Estou a fazer um agroturismo na zona de Aljustrel com 12 quartos, com salão multiusos para eventos. É um local encostado à Nacional 2 e, por isso, iremos ter, noutra fase, um parque para autocaravanas porque estamos perto da Barragem do Roxo”. Tem um lado associativismo apurado, fazendo parte da associação Sonhos de Menino, que proporciona batismos de voo a crianças com necessidades especiais.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com a exposição temporária "Antestreia"

 

O Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com uma exposição temporária intitulada “Antestreia”, dedicada à artista e com a curadoria de António Ponte. O Museu Carmen Miranda encontrava-se encerrado para obras de requalificação e ampliação.

Ler notícia

Quinta de Santoinho celebrou os 50 anos de existência com grande festa para o público

 

Festa e arraial minhoto: é assim há 50 anos. A Quinta do Santoinho está de portas abertas desde 1972. O Santoinho nasceu pelas mãos de António Cunha, empreendedor no setor do turismo e transportes, ao sentir a necessidade de englobar num só espaço as vivências e a cultura do Minho.

Ler notícia

Arte para todos os gostos: as opções da Feira Nacional de Artesanato, em Vila do Conde

 

Os jardins da Avenida Júlio Graça, em Vila do Conde, voltaram a encher-se de artesanato. É aqui que decorre a 44ª edição da Feira Nacional de Artesanato. Das rendas de bilros, a feira foi abrindo portas a outros artesãos. Hoje, são cerca de 200 expositores, com artesãos de todo o país, que mostram o que de melhor fazem, com diferentes matérias-primas.

Ler notícia