Portugueses de Valor 2022: Nomeado David Alves
12 Aug, 2022 Última Actualização 11:55 AM, 8 Aug, 2022

Portugueses de Valor 2022: Nomeado David Alves

 

David Alves nasceu em Paris, a 24 de fevereiro de 1973. É lusodescendente, mas nos últimos anos tem intensificado a sua relação com Portugal. Saiu de casa dos pais com 19 anos para viver um período conturbado da sua vida. Descreve-o como “anárquico”, numa altura da sua vida em que só queria viajar e fazer negócios.

Foi uma fase difícil, sem métodos nem apoio. “Fazia muitos trabalhos para sobreviver”, conta. Começou como comercial numa empresa de importação e exportação e, aos 22 anos, era o responsável da parte comercial de uma empresa de informática.

Aos 24 anos deixou a empresa e montou o seu primeiro negócio na área informática. “Vi uma área a explorar, que era o setor ambiental, então avancei para a reciclagem de produtos informáticos”. Pelo caminho, foi também fazendo empresas e desenvolvendo projetos na Tunísia, Espanha e Alemanha.

Hoje, continua no mesmo setor de atividade, mas está agora a desenvolver uma nova ideia: o projeto Ozendeau Water System, que visa combater o mau consumo das águas no mundo. “Foi também a oportunidade que vi para fazer um negócio em Portugal”. Para si, a família é o mais importante, esteve sempre presente nos bons e nos maus momentos.

Em 2018 criou uma associação franco-portuguesa, a KAMEA – Les Mains du Monde. Em criança não falava português, mas a avó insistia para aprender a língua. Hoje fala cinco idiomas, mas tem cada vez mais ligação com Portugal. Pretende pedir a nacionalidade portuguesa, viver em Portugal e aprender melhor a língua.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com a exposição temporária "Antestreia"

 

O Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com uma exposição temporária intitulada “Antestreia”, dedicada à artista e com a curadoria de António Ponte. O Museu Carmen Miranda encontrava-se encerrado para obras de requalificação e ampliação.

Ler notícia

Quinta de Santoinho celebrou os 50 anos de existência com grande festa para o público

 

Festa e arraial minhoto: é assim há 50 anos. A Quinta do Santoinho está de portas abertas desde 1972. O Santoinho nasceu pelas mãos de António Cunha, empreendedor no setor do turismo e transportes, ao sentir a necessidade de englobar num só espaço as vivências e a cultura do Minho.

Ler notícia

Arte para todos os gostos: as opções da Feira Nacional de Artesanato, em Vila do Conde

 

Os jardins da Avenida Júlio Graça, em Vila do Conde, voltaram a encher-se de artesanato. É aqui que decorre a 44ª edição da Feira Nacional de Artesanato. Das rendas de bilros, a feira foi abrindo portas a outros artesãos. Hoje, são cerca de 200 expositores, com artesãos de todo o país, que mostram o que de melhor fazem, com diferentes matérias-primas.

Ler notícia