Portugueses de Valor 2022: Nomeado Joaquim Carreira
12 Aug, 2022 Última Actualização 11:55 AM, 8 Aug, 2022

Portugueses de Valor 2022: Nomeado Joaquim Carreira

 

Joaquim Fernandes Carreira é natural da pequena freguesia de Poiares, no concelho de Ponte de Lima. Ali nasceu em 1962, mas cedo partiu com a família para França. Chegou a terras gaulesas com apenas quatro anos, corria o ano de 1966.

De Portugal, a única memória que ainda hoje tem é do campo de milho da avó, lugar onde fizeram as despedidas. Em França, a adaptação não foi fácil. Era uma altura em que os portugueses não eram tão bem acolhidos e só se habituou à gastronomia francesa com 12 anos.

Quando saiu da escola ingressou no Grupo Danone, sendo técnico de automatismos, trabalhando com robôs e programação informática. Passou para diretor técnico, mas não quis continuar na empresa porque era obrigado a viajar muito. Foi aí que decidiu criar a sua própria empresa. Com 33 anos, em 1995, torna-se empresário, com uma empresa dedicada ao frio para o setor farmacêutico, e depois abriu uma parte de climatização.

Em criança, como muitos rapazes da sua idade, sonhava ter um mercedes e viver um pouco melhor do que a família. Hoje, o sonho continua a ser proporcionar boas condições de vida à família. Para si, a educação é a base de tudo, e é o que lhe permite ser honesto, simples, trabalhador, e não mentir. “Para além disso, o amor. É preciso transmitir o amor, seja no que for”.

No mundo associativo começou a ter presença há cerca de dez anos. “Não costumava conviver com portugueses. Comecei, aos poucos, com o projeto Roupa sem Fronteiras da Academia do Bacalhau. Passei a ser compadre e agora também participo no movimento Todos Uuntos. E estou contente de fazer parte do mundo associativo. Conheci esta realidade e vale a pena”.

Sobre os portugueses, afirma serem um povo único. “Não somos como mais nenhum povo no mundo. Os portugueses são pessoas que acolhem bem, com bom coração. Sinto-me patriota, mas este sentimento cresceu nos últimos anos. Tenho muita honra de ser português e orgulho no nosso povo”.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com a exposição temporária "Antestreia"

 

O Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com uma exposição temporária intitulada “Antestreia”, dedicada à artista e com a curadoria de António Ponte. O Museu Carmen Miranda encontrava-se encerrado para obras de requalificação e ampliação.

Ler notícia

Quinta de Santoinho celebrou os 50 anos de existência com grande festa para o público

 

Festa e arraial minhoto: é assim há 50 anos. A Quinta do Santoinho está de portas abertas desde 1972. O Santoinho nasceu pelas mãos de António Cunha, empreendedor no setor do turismo e transportes, ao sentir a necessidade de englobar num só espaço as vivências e a cultura do Minho.

Ler notícia

Arte para todos os gostos: as opções da Feira Nacional de Artesanato, em Vila do Conde

 

Os jardins da Avenida Júlio Graça, em Vila do Conde, voltaram a encher-se de artesanato. É aqui que decorre a 44ª edição da Feira Nacional de Artesanato. Das rendas de bilros, a feira foi abrindo portas a outros artesãos. Hoje, são cerca de 200 expositores, com artesãos de todo o país, que mostram o que de melhor fazem, com diferentes matérias-primas.

Ler notícia