Portugueses de Valor 2022: Nomeado José Manuel Fernandes
12 Aug, 2022 Última Actualização 11:55 AM, 8 Aug, 2022

Portugueses de Valor 2022: Nomeado José Manuel Fernandes

 

José Manuel Fernandes nasceu em Lisboa em 1945, mas é natural de Matosinhos, onde passou toda a sua infância. Lembra-se, da sua infância, de todo um esforço da família para sobreviver e a sua passagem pela escola primária e secundaria, onde teve a possibilidade de fazer uma paridade com o sistema que hoje as crianças estão submetidas na parte do ensino, comparar sistemas e comparar resultados.

“Essa infância para mim está muito viva”. A engenharia é a base da Frezite, e é a paixão de José Manuel Fernandes, o rosto do grupo. Fez uma formação a partir da escola industria, sendo licenciado em Engenharia Mecânica pela FEUP/Universidade do Porto e bacharel em Electrotecnia e Máquinas pelo ISEP. Com 14 anos de idade, começou a trabalhar na indústria de bens de equipamento e transaccionáveis, tendo-se mais tarde especializado em áreas ligadas à produtividade, controle numérico, gestão de investimentos em ambiente CNC pela ADEPA, em França, gestão empresarial pelo CIFAG/IAPMEI.

“Eu, desde novo, apercebi-me que a transformação dos materiais e as skills da indústria era a minha vocação. Sou um engenheiro nato e, sobretudo, virado para a área da produtividade. Costumo dizer muitas vezes, em conferências, que entre dois pontos só defendo a linha recta. De maneira que fazer uma curva é perder tempo, dinheiro e aumentar os custos”. José Manuel Fernandes é autor de vários artigos sobre estratégia politico-empresarial em semanários económicos, além de conferencista com múltiplas intervenções em Portugal e no estrangeiro.

Em 1978 fundou a Frezite e desde 1976 que está ligado ao movimento associativo empresarial – AEP, CIP, AIMMAP, AEBA – e foi membro do CGS da EDP. É, também, membro do Conselho de Curadores da Universidade do Porto e consultor empresarial. “Ao longo da vida tentei ter um percurso permanente de aprendizagem e assumindo competências e especializações em diversas áreas da gestão, e não só, na medida em que trabalhamos sempre ligados a projectos empresariais dos bens transaccionáveis, normalmente bens de equipamento e sempre em actividades de exportação e de internacionalização da actividade económica das empresas onde trabalhamos”.

Este futuro estaria reservado, porque José Manuel Fernandes sempre sonhou em liderar um projecto. “Ter desafios de fazer coisas”, era a ambição que tinha. Para si, integridade é o mais importante, assim como a sua vida possa ser um exemplo entre aquilo que diz e aquilo que faz. “Isto tem de estar sincronizado. O primeiro ato de uma boa liderança é o exemplo”. A mensagem para todos os portugueses “é que nós temos de ter orgulho pelo passado da nossa história e temos de ser portadores dessa mensagem de continuar a desbravar mundos, quer pelas nossas actividades profissionais, quer através da cultura, quer através da família, temos de o fazer onde quer que a gente esteja”.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com a exposição temporária "Antestreia"

 

O Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com uma exposição temporária intitulada “Antestreia”, dedicada à artista e com a curadoria de António Ponte. O Museu Carmen Miranda encontrava-se encerrado para obras de requalificação e ampliação.

Ler notícia

Quinta de Santoinho celebrou os 50 anos de existência com grande festa para o público

 

Festa e arraial minhoto: é assim há 50 anos. A Quinta do Santoinho está de portas abertas desde 1972. O Santoinho nasceu pelas mãos de António Cunha, empreendedor no setor do turismo e transportes, ao sentir a necessidade de englobar num só espaço as vivências e a cultura do Minho.

Ler notícia

Arte para todos os gostos: as opções da Feira Nacional de Artesanato, em Vila do Conde

 

Os jardins da Avenida Júlio Graça, em Vila do Conde, voltaram a encher-se de artesanato. É aqui que decorre a 44ª edição da Feira Nacional de Artesanato. Das rendas de bilros, a feira foi abrindo portas a outros artesãos. Hoje, são cerca de 200 expositores, com artesãos de todo o país, que mostram o que de melhor fazem, com diferentes matérias-primas.

Ler notícia