Portugueses de Valor 2018: Nomeado André Filipe Sousa
10 Aug, 2022 Última Actualização 11:55 AM, 8 Aug, 2022

Portugueses de Valor 2018: Nomeado André Filipe Sousa

 

 

André Filipe Sousa nasceu em 1984 na freguesia de Calvelo, Ponte de Lima. Frequentou a escola até aos 14 anos, idade em que começou a trabalhar no setor da construção civil. Um ano depois mudou para uma empresa especializada em pladur, tendo ganho experiência e know-how até emigrar para Paris. Aconteceu aos 21 anos, onde continuou a trabalhar no mesmo setor de atividade. Procurou sempre fazer o melhor, e a sua perseverança levaram-no a iniciar um projeto próprio. Começou sozinho e, passo a passo, fez crescer a estrutura da empresa para os 46 colaboradores que tem atualmente, divididos por duas sociedades. Não se arrepende da decisão que tomou, pois considera que “se formos com vontade de construir qualquer coisa, somos capazes”. Portugal continua a ser o “canto”, e a ajuda a associações, instituições ou eventos sociais está sempre presente.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com a exposição temporária "Antestreia"

 

O Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com uma exposição temporária intitulada “Antestreia”, dedicada à artista e com a curadoria de António Ponte. O Museu Carmen Miranda encontrava-se encerrado para obras de requalificação e ampliação.

Ler notícia

Quinta de Santoinho celebrou os 50 anos de existência com grande festa para o público

 

Festa e arraial minhoto: é assim há 50 anos. A Quinta do Santoinho está de portas abertas desde 1972. O Santoinho nasceu pelas mãos de António Cunha, empreendedor no setor do turismo e transportes, ao sentir a necessidade de englobar num só espaço as vivências e a cultura do Minho.

Ler notícia

Arte para todos os gostos: as opções da Feira Nacional de Artesanato, em Vila do Conde

 

Os jardins da Avenida Júlio Graça, em Vila do Conde, voltaram a encher-se de artesanato. É aqui que decorre a 44ª edição da Feira Nacional de Artesanato. Das rendas de bilros, a feira foi abrindo portas a outros artesãos. Hoje, são cerca de 200 expositores, com artesãos de todo o país, que mostram o que de melhor fazem, com diferentes matérias-primas.

Ler notícia