Portugueses de Valor 2021: Nomeado Manuel Ribeiro
07 Aug, 2022 Última Actualização 10:53 AM, 5 Aug, 2022

Portugueses de Valor 2021: Nomeado Manuel Ribeiro

 

Manuel da Silva Ribeiro nasceu na freguesia de Casais, em Tomar, corria o ano 1954. E é em Tomar que tem as principais recordações da sua infância, onde aqui passava fins-de-semana sem conta. Apesar de hoje residir em Lisboa, mantém com Tomar e os concelhos vizinhos uma forte relação de proximidade, com alguns amigos que ainda hoje se mantêm.

Estudou no ISEL, mas perante uma ameaça do pai de o obrigar a trabalhar nas obras caso não passasse de ano, Manuel Ribeiro encontrou uma alternativa. Passou a estudar à noite e encontrou trabalho no Instituto Nacional de Estatística, onde esteve durante nove anos.

Aos 21 anos casou e com 28 iniciou-se como empresário no setor da construção civil. “Primeiro comecei com o meu irmão, e depois avancei sozinho”. É o responsável pela construção de inúmeros prédios em redor de Lisboa e também em Cascais. Em 2012, com a queda abrupta nas vendas, decidiu parar. Hoje, retomou a atividade, mas mais inclinado para os hotéis e residências universitárias.

Em 2014 abraçou o projeto da Casa do Adro Hotel, dando-lhe uma nova vida. Localizado no interior de Portugal, este hotel assume-me como um local de descanso e rodeado de tranquilidade. Um novo projeto hoteleiro surgiu entretanto na vida de Manuel Ribeiro: comprou o Hotel de Vila de Rei e está, também nele, a encetar uma profunda remodelação. “Também fiz uma pequena residência de estudantes, mas agora estou a fazer uma com 156 estúdios, em Lisboa. Será fonte de rendimento para mim e para os meus filhos”.

Em criança, assume não ter tido grandes sonhos. “Apenas queria brincar e jogar à bola. Deus deu-me mais do que alguma vez pensei ter. Perante isso, só tenho de agradecer. No trabalho, sou teimoso e persistente. Só assim se consegue alguma coisa”. Neste momento, os seus objetivos são terminar os projetos que tem em curso. Para si, é essencial o respeito, o carinho e o amor do ser humano. Fez parte da Casa de Tomar, em Lisboa. Para si, o facto de ser português merece respeito.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Quinta de Santoinho celebrou os 50 anos de existência com grande festa para o público

 

Festa e arraial minhoto: é assim há 50 anos. A Quinta do Santoinho está de portas abertas desde 1972. O Santoinho nasceu pelas mãos de António Cunha, empreendedor no setor do turismo e transportes, ao sentir a necessidade de englobar num só espaço as vivências e a cultura do Minho.

Ler notícia

Arte para todos os gostos: as opções da Feira Nacional de Artesanato, em Vila do Conde

 

Os jardins da Avenida Júlio Graça, em Vila do Conde, voltaram a encher-se de artesanato. É aqui que decorre a 44ª edição da Feira Nacional de Artesanato. Das rendas de bilros, a feira foi abrindo portas a outros artesãos. Hoje, são cerca de 200 expositores, com artesãos de todo o país, que mostram o que de melhor fazem, com diferentes matérias-primas.

Ler notícia

Dancefloor – Jump to the Drop regressou e abanou com a cidade de Braga

 

Três anos depois, o Dancefloor – Jump to the Drop regressou para animar a cidade de Braga. Durante dois dias, o Altice Fórum Braga abanou com um cartaz repleto de nomes imparáveis dos subgéneros mais variados de música de dança.

Ler notícia