Château de Ferrières-en-Brie foi o palco da gala da Academia do Bacalhau de Paris
15 Aug, 2022 Última Actualização 11:55 AM, 8 Aug, 2022

Château de Ferrières-en-Brie foi o palco da gala da Academia do Bacalhau de Paris

 

O Château de Ferrières-en-Brie abriu as suas portas a uma gala da Academia do Bacalhau de Paris. Com o tempo agradável, uma paisagem deslumbrante, num local emblemático, estavam reunidas as condições para um bom momento de convívio entre compadres e comadres.

Com lotação esgotada, cerca de 200 pessoas responderam afirmativamente à chamada e celebraram a amizade, solidariedade e portugalidade. A solidariedade é um dos três pilares da academia, e nem mesmo o tempo de pandemia colocou de parte o lado solidário dos compadres. Para o presidente Luís Gonçalves, é a sensibilidade dos membros da academia que faz a diferença.
 
A gala contou ainda com a presença de Eurico Brilhante Dias, líder parlamentar do Partido Socialista. Esteve também o presidente da Academia do Bacalhau de Bruxelas, que se encontra numa fase de relançamento da sua atividade.
 
Em outubro, terá lugar o Congresso Mundial das Academias do Bacalhau, que se irá realizar nos Açores. Tendo em vista o Congresso Mundial, a próxima ação solidária da Academia do Bacalhau de Paris será precisamente, para ajudar uma instituição do arquipélago. O mote foi concretizar sonhos de crianças.
 
Durante o almoço foram ainda sorteadas camisolas de futebol para angariar fundos. A gala teve animação do músico Pedro Correia e do saxofonista Bruno Abel. O próximo evento será em Valenton, a 23 de setembro, com um concerto de música clássica, para ajudar o povo ucraniano.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com a exposição temporária "Antestreia"

 

O Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com uma exposição temporária intitulada “Antestreia”, dedicada à artista e com a curadoria de António Ponte. O Museu Carmen Miranda encontrava-se encerrado para obras de requalificação e ampliação.

Ler notícia

Quinta de Santoinho celebrou os 50 anos de existência com grande festa para o público

 

Festa e arraial minhoto: é assim há 50 anos. A Quinta do Santoinho está de portas abertas desde 1972. O Santoinho nasceu pelas mãos de António Cunha, empreendedor no setor do turismo e transportes, ao sentir a necessidade de englobar num só espaço as vivências e a cultura do Minho.

Ler notícia

Arte para todos os gostos: as opções da Feira Nacional de Artesanato, em Vila do Conde

 

Os jardins da Avenida Júlio Graça, em Vila do Conde, voltaram a encher-se de artesanato. É aqui que decorre a 44ª edição da Feira Nacional de Artesanato. Das rendas de bilros, a feira foi abrindo portas a outros artesãos. Hoje, são cerca de 200 expositores, com artesãos de todo o país, que mostram o que de melhor fazem, com diferentes matérias-primas.

Ler notícia