Voltou a realizar-se a grande Festa Franco-Portuguesa de Pontault-Combault, com milhares de pessoas
12 Aug, 2022 Última Actualização 11:55 AM, 8 Aug, 2022

Voltou a realizar-se a grande Festa Franco-Portuguesa de Pontault-Combault, com milhares de pessoas

 

Voltou a realizar-se a grande Festa Franco-Portuguesa de Pontault-Combault. Pela 46ª vez, o parque da Mairie da cidade abriu as suas portas a milhares de pessoas para um fim-de-semana de festa e de celebração das culturas francesa e portuguesa.

Não fugindo à tradição, várias entidades oficiais visitaram a festa, passando por todos os stands presentes. O convidado de honra foi Paulo Cafôfo, que marcou presença no certame, cumprindo a promessa feita em Abril passado, aquando da sua visita a França. Foram dois dias de muita animação, com concertos, desfiles folclóricos, gastronomia e muitos stands que fizeram as delícias de milhares de pessoas que passaram pelo parque.

Esta é, sem dúvida, a maior festa portuguesa realizada em França e, quem sabe, em toda a diáspora. De forma a agradecer a todos os patrocinadores e parceiros, os organizadores ofereceram um almoço, servido pela casa Canelas. Esta foi a 46ª edição de um evento que promete continuar a fazer a diferença junto da comunidade portuguesa em França.

A câmara municipal de Pontault-Combault é, desde há vários anos, um parceiro imprescindível na organização da festa, mostrando, assim, a sua abertura e apoio à comunidade portuguesa da cidade e da região envolvente. Num fim-de-semana onde o São Pedro pregou várias partidas, a vontade de fazer a festa prevaleceu e, todos juntos, franceses e portugueses, celebraram a amizade dos dois países.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com a exposição temporária "Antestreia"

 

O Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com uma exposição temporária intitulada “Antestreia”, dedicada à artista e com a curadoria de António Ponte. O Museu Carmen Miranda encontrava-se encerrado para obras de requalificação e ampliação.

Ler notícia

Quinta de Santoinho celebrou os 50 anos de existência com grande festa para o público

 

Festa e arraial minhoto: é assim há 50 anos. A Quinta do Santoinho está de portas abertas desde 1972. O Santoinho nasceu pelas mãos de António Cunha, empreendedor no setor do turismo e transportes, ao sentir a necessidade de englobar num só espaço as vivências e a cultura do Minho.

Ler notícia

Arte para todos os gostos: as opções da Feira Nacional de Artesanato, em Vila do Conde

 

Os jardins da Avenida Júlio Graça, em Vila do Conde, voltaram a encher-se de artesanato. É aqui que decorre a 44ª edição da Feira Nacional de Artesanato. Das rendas de bilros, a feira foi abrindo portas a outros artesãos. Hoje, são cerca de 200 expositores, com artesãos de todo o país, que mostram o que de melhor fazem, com diferentes matérias-primas.

Ler notícia