Celebrou-se o Dia Mundial da Língua Portuguesa na UNESCO, em Paris
15 Aug, 2022 Última Actualização 11:55 AM, 8 Aug, 2022

Celebrou-se o Dia Mundial da Língua Portuguesa na UNESCO, em Paris

 

O dia 5 de maio foi proclamado pela UNESCO como Dia Mundial da Língua Portuguesa. Sendo o sexto idioma mais falado do mundo e a mais falado no Hemisfério Sul, o português é igualmente língua oficial de múltiplas organizações internacionais, nomeadamente da organização dos Estados Americanos, da União Africana e da União Europeia.

 Para celebrar o Dia Mundial da Língua Portuguesa, teve lugar na principal sala da sede da UNESCO, em Paris, um evento organizado pelas Delegações Permanentes dos países da CPLP juntamente com a UNESCO.Em 2022, o lema da comemoração foi “Cultura, Língua, Economia, Ciência e Inovação para o Desenvolvimento Sustentável”. Numa intervenção através de vídeo gravado, o líder das Nações Unidas, António Guterres, reafirmou os desafios globais e elogiou a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa pelas pontes criadas neste sentido.

Durante o evento, destaque para várias apresentações, como momentos musicais, leitura de poemas, e ainda homenagens a quatro escritores de língua portuguesa cujo centenário se assinala em 2022. São eles Lima Barreto, José Craveirinha, Agostinho Neto e José Saramago. Para terminar, a Orquestra Filarmónica Portuguesa fechou o momento musical. A Embaixadora de Angola junto da UNESCO afirmou que este foi um momento de união entre os povos.

 Jorge Torres Pereira, Embaixador de Portugal em França, salientou que foi um dia importante para a língua portuguesa e para a cultura dos países da CPLP. Também marcou presença no evento o deputado português pelo Círculo da Europa, Paulo Pisco, que em entrevista à Lusopress salientou que a língua portuguesa reflete diversidade e história.

 As Nações Unidas estimam que até ao fim deste século haverá 500 milhões de falantes da língua portuguesa, em todo mundo.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com a exposição temporária "Antestreia"

 

O Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com uma exposição temporária intitulada “Antestreia”, dedicada à artista e com a curadoria de António Ponte. O Museu Carmen Miranda encontrava-se encerrado para obras de requalificação e ampliação.

Ler notícia

Quinta de Santoinho celebrou os 50 anos de existência com grande festa para o público

 

Festa e arraial minhoto: é assim há 50 anos. A Quinta do Santoinho está de portas abertas desde 1972. O Santoinho nasceu pelas mãos de António Cunha, empreendedor no setor do turismo e transportes, ao sentir a necessidade de englobar num só espaço as vivências e a cultura do Minho.

Ler notícia

Arte para todos os gostos: as opções da Feira Nacional de Artesanato, em Vila do Conde

 

Os jardins da Avenida Júlio Graça, em Vila do Conde, voltaram a encher-se de artesanato. É aqui que decorre a 44ª edição da Feira Nacional de Artesanato. Das rendas de bilros, a feira foi abrindo portas a outros artesãos. Hoje, são cerca de 200 expositores, com artesãos de todo o país, que mostram o que de melhor fazem, com diferentes matérias-primas.

Ler notícia