'Todos juntos pela Ucrânia': movimento uniu empresários da comunidade portuguesa numa ação solidária
12 Aug, 2022 Última Actualização 11:55 AM, 8 Aug, 2022

'Todos juntos pela Ucrânia': movimento uniu empresários da comunidade portuguesa numa ação solidária

 

Todos juntos pela Ucrânia. Este é o lema que tem dado corpo a muitas campanhas de solidariedade nas últimas semanas. Também em França, a comunidade portuguesa juntou forças para ajudar os refugiados da guerra. Mapril Baptista (Les Dauphins), Mário Martins (Transports MRTI) e Fernando Costa (Eurelec) tomaram a iniciativa, e rapidamente outros empresários se juntaram em prol de um bem comum: ajudar quem mais precisa.

Com um camião pronto para seguir viagem, foram muitos os empresários que contribuíram com paletes de bens alimentares com destino à Polónia. A Primland tratou da logística e, no total, foram carregadas mais de 20 paletes de alimentos, com o apoio da Alfyma, Groupe Arthur Brás, Groupe Saint Germain, Lusopress, Bluetooth, Serip Groupe, AMP, Profil, Real Marbre, GSVI, Primland e Merveille du Portugal, de Chelles. Carregados os bens alimentares, foi hora de seguir viagem até à MRTI, onde mais paletes esperavam ser carregadas.

Para além dos alimentos, seguiram também outros bens de primeira necessidade. Completo de bens de primeira necessidade, o camião carrega também esperança e força para o povo ucraniano. A chegada à Polónia está prevista para segunda-feira, 14 de março, e os responsáveis pela iniciativa irão marcar presença. A solidariedade da comunidade portuguesa já rola na estrada. Agora, temos encontro marcado na Polónia.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com a exposição temporária "Antestreia"

 

O Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com uma exposição temporária intitulada “Antestreia”, dedicada à artista e com a curadoria de António Ponte. O Museu Carmen Miranda encontrava-se encerrado para obras de requalificação e ampliação.

Ler notícia

Quinta de Santoinho celebrou os 50 anos de existência com grande festa para o público

 

Festa e arraial minhoto: é assim há 50 anos. A Quinta do Santoinho está de portas abertas desde 1972. O Santoinho nasceu pelas mãos de António Cunha, empreendedor no setor do turismo e transportes, ao sentir a necessidade de englobar num só espaço as vivências e a cultura do Minho.

Ler notícia

Arte para todos os gostos: as opções da Feira Nacional de Artesanato, em Vila do Conde

 

Os jardins da Avenida Júlio Graça, em Vila do Conde, voltaram a encher-se de artesanato. É aqui que decorre a 44ª edição da Feira Nacional de Artesanato. Das rendas de bilros, a feira foi abrindo portas a outros artesãos. Hoje, são cerca de 200 expositores, com artesãos de todo o país, que mostram o que de melhor fazem, com diferentes matérias-primas.

Ler notícia