24 Sep, 2020 Última Actualização 1:17 PM, 23 Sep, 2020

Murtosa realiza Festa do Emigrante mas sem arraial e feira franca

A Festa do Emigrante realizada pelo município da Murtosa, que tem mais de metade da sua população emigrada, vai decorrer este ano sem o habitual arraial e a feira franca, devido à pandemia de covid-19, informou hoje a autarquia.

Numa nota de imprensa, a câmara esclarece que as restrições associadas à pandemia de covid-19 não permitem que, este ano, a tradicional Festa do Emigrante se realize nos moldes habituais, nomeadamente no que concerne ao arraial e à feira franca que, nos anos anteriores, animaram o Cais do Bico. "No entanto, entende o município da Murtosa que é importante, ainda que de forma mais reduzida e simbólica, marcar este momento de homenagem aos nossos conterrâneos que, um dia, partiram da terra-mãe em busca de melhores condições de vida além fronteiras", refere a mesma nota.

De acordo com a autarquia do distrito de Aveiro, o programa da Festa do Emigrante, que decorre de 31 de julho a 02 de agosto, será pontuado com a realização de apenas quatro acontecimentos, de "profundo simbolismo", que celebram a identidade cultural e social das gentes do coração da ria.

O programa começa na sexta-feira com a apresentação pública do projeto “Patrimónios Sonoros da Ria e do Mar”, coordenado pelo realizador Tiago Pereira, que reúne um conjunto de recolhas em vídeo e áudio, de canções, histórias e tradições do coração da ria, efetuadas pelo autor no concelho da Murtosa.

A iniciativa insere-se no projeto “Territórios Com História o mar, a pesca e as comunidades”, que une os municípios da Murtosa, Ílhavo e Peniche à volta da valorização da identidade social e cultural associada à pesca lagunar, longínqua e costeira. A entrada é livre, sujeita às normas da Direção-Geral de Saúde, no que concerne à lotação, distanciamento social, uso de máscara e higienização das mãos.

No sábado, o canal da Murtosa da ria, em frente ao Cais do Bico, será o palco da tradicional regata de barcos moliceiros à vela. Este ano, devido às restrições ao nível das aglomerações de pessoas, a regata estender-se-á ao longo do canal, ao contrário do habitual circuito em frente ao Bico.

No domingo, pela 09:30, a tenda instalada na antiga Escola Padre António Morais da Fonseca acolhe a realização da celebração eucarística de ação de graças. A missa será realizada respeitando as regras de higiene e distanciamento social.

O programa encerra, no domingo à tarde, com a realização, pelas 15:00, no canal da Murtosa, em frente ao Cais do Bico, da corrida de bateiras à vela, nos moldes idênticos à da regata dos moliceiros.

Portugal contabiliza pelo menos 1.722 mortos associados à covid-19 em 50.410 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

FONTE: LUSA

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Outras Notícias

Centro de Atendimento Consular vai ser estendido à Irlanda, Bélgica e Luxemburgo

O Centro de Atendimento Consular (CAC), que abrange a rede consular portuguesa em Espanha e assegura, no Reino Unido, questões relacionadas com o Brexit, entre outras, vai ser estendido à Irlanda, Bélgica e Luxemburgo, segundo fonte oficial.

Ler notícia

Conselho das Comunidades Portuguesas escolhe nova direção

O Conselho das Comunidades Portuguesas (CCP) reúne-se entre hoje e quinta-feira, em Lisboa, para escolher uma nova direção do Conselho Permanente deste órgão consultivo do Governo e participar em várias audiências com o Governo e o Presidente da República.

Ler notícia

Investigador português lança associação de graduados portugueses na Suíça

Um investigador português da Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN) quer reunir graduados portugueses na Suíça numa associação, com o objetivo de promover o intercâmbio de experiências pessoais e profissionais.

Ler notícia

Apoio às associações nas comunidades portuguesas a concurso em 01 de outubro

O Ministério dos Negócios Estrangeiros anunciou hoje que o concurso para apoios ao associativismo das comunidades portuguesas começa em 01 de outubro e o limite máximo de ajuda será de 80% ou 50% do valor elegível do orçamento apresentado.

Ler notícia

CCP comemora 40 anos com criticas à falta de consulta em temas das comunidades

No aniversário de 40 anos do Conselho das Comunidades Portuguesas (CCP), o presidente do seu Conselho Permanente, Flávio Martins, disse temer que o órgão consultivo se torne num instrumento "para inglês ver", por não ser ouvido.

Ler notícia