Valença preparada para receber emigrantes em “segurança”
21 Oct, 2021 Última Actualização 8:19 AM, 19 Oct, 2021

Valença preparada para receber emigrantes em “segurança”

O presidente da Câmara de Valença disse hoje à Lusa que o concelho "está preparado" para acolher emigrantes que vão chegar, em articulação com todas as Juntas de Freguesia, para que "todos" cumpram o isolamento profilático.


"Nos últimos dias chegaram poucos conterrâneos. Deverão começar a chegar em grande número durante a próxima semana, provenientes de França, Suíça e Espanha. Através das Juntas de Freguesias recolhemos os nomes, moradas e contactos telefónicos para fazermos uma monitorização, à medida que vão chegando para nos certificarmos de que estão a cumprir a quarentena", explicou Manuel Lopes. O autarca social-democrata da segunda cidade do distrito de Viana do Castelo, a 400 metros de distância da Galiza, Espanha, referiu que os familiares residentes no concelho "foram informados da obrigatoriedade do cumprimento da quarentena", garantindo que o "acompanhamento será muito apertado, em colaboração com a GNR, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e o centro de saúde local".

"Informamos os familiares residentes no concelho de que tem de ser criados compartimentos para que os conterrâneos que chegam do estrangeiro possam ficar em quarentena. Será efetuada a vigilância à distância para não haver fure essa regra", especificou. Segundo Manuel Lopes a população do concelho, com cerca de 16 mil habitantes, "tem acatado exemplarmente as normas emanadas pelas autoridades de saúde, ficando em casa". Na segunda-feira, o Governo repôs o controlo de fronteiras terrestres com Espanha, passando a existir nove pontos de passagem, como é o caso de Valença e Tui, na Galiza. As duas pontes sobre o rio Minho estão exclusivamente destinadas ao transporte de mercadorias e trabalhadores que tenham de se deslocar por razões profissionais.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 308 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 13.400 morreram. Em Portugal, há 14 mortes e 1.600 infeções confirmadas. O país encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

FONTE: LUSA

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Outras Notícias

OE2022: Eleições para Conselho das Comunidades vão ter projeto-piloto de voto eletrónico

O Governo prevê realizar um projeto-piloto de voto eletrónico à distância nas eleições para o Conselho das Comunidades Portuguesas, que se realizam em março de 2022, segundo a proposta do Orçamento do Estado (OE2022).

Ler notícia

Expositores portugueses na feira internacional das industrias do ambiente em Lyon: POLLUTEC.

A feira bienal internacional POLLUTEC que terá lugar de 12 a 15 de Outubro no Parc des Expositions Lyon Eurexpo, é uma das maiores exposições mundiais do sector do ambiente (equipamentos, tecnologias e serviços ambientais), que reúne um universo de importantes empresas fabricantes de equipamentos e processos industriais assim como empresas de serviços industriais.

Ler notícia

Sobe número de eleitos regionais e departamentais de origem portuguesa em França

Após as eleições regionais e departamentais em França, a comunidade portuguesa está representada com cerca de 20 eleitos nos conselhos departamentais e mais de 10 nos conselhos regionais, uma subida em relação a 2015, segundo fonte oficial.

Ler notícia

Governo eleva classificação dos vice-consulados de Portugal em Toulose e em Vigo

O vice-consulado de Portugal em Toulouse será elevado a consulado e o vice-consulado de Portugal em Vigo passará a consulado-geral, no âmbito da reorganização da rede externa prevista no novo Regulamento Consular, anunciou hoje o Governo.

Ler notícia

Organização portuguesa no Canadá distribui 45 bolsas de estudo no valor de 47,5 mil euros

Uma organização portuguesa no Canadá distribuiu na semana passada 45 bolsas de estudo a alunos lusodescendentes do ensino pós-secundário no valor de aproximadamente 70 mil dólares canadianos (47,5 mil euros).

Ler notícia